quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Delegado diz que acusado de homofobia em Patos agia como “pedrador”. Ouça!

Em entrevista a equipe de jornalismo da Rádio Espinharas FM (105.1) na manhã de hoje (09), o delegado regional de Polícia Civil, Cristiano Jacques, afirmou que o policial militar preso ontem (quarta-feira) acusado de assassinar vários homossexuais na cidade de Patos, agiu como predador, ou seja, como animal, escolhendo e abatendo suas vítimas.

Por esse motivo, a ação de captura foi batizada de “Operação Carcará”, pela semelhança que o acusado tinha em sua ação delituosa, semelhante a um animal da natureza, que escolhe e extermina suas presas.

O delegado disse que segundo informações de uma das vítimas do acusado (a única que escapou), o policial atraia os homossexuais para um possível relacionamento (programa), e em seguida tirava suas vidas friamente.

Ouça a entrevista








Patosonline.com
Áudio - Marcelino Neto - Rádio Espinharas FM




Seja o primeiro a comentar!

Comentarios(s):

#