sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Oposição de Boa Ventura denuncia prefeito ao MP

Um impasse entre a Prefeitura municipal de Boa Ventura e a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição tem mobilizado a opinião pública e colocado em dúvida os critérios de doação de terrenos no Município.

Isso porque há mais de 40 anos uma área de terra cravada em frente a sede do Poder Executivo local foi doada à Paróquia, mais precisamente na gestão do ex-prefeito Cláudio Arruda quando adquiriu a área ao Sr. Antônio Pinto, que ainda hoje, tem testemunhas vivas a exemplo de David Paulino, Expedito Ângelo de Araújo e José Ladair e agora a gestão atual, representada pelo Sr. José Pinto (Dudú) desrespeitando o acordo que foi ratificado pelos ex-prefeitos Jorge de Freitas, Pedro Pinto, Antônio Alvarenga, Antônio Henriques e Fábio Arruda, unicamente para fins eleitoreiros no final de uma gestão de oito anos, resolve lotear a porção delimitada para a Igreja católica de forma abrupta e grosseira.

Além de ser área pertencente a Paróquia, por tradição, o local tem um marco histórico e cultural, onde ali foi construído o Primeiro Cruzeiro.

Em razão desse litígio, o ex- prefeito Fábio Arruda reuniu-se com a oposição, composta dos Vereadores Leonice Lopes, José Ribamar, José da Costa Machado e João Oliveira, bem como dos Presidentes dos Partidos Dr. Amaro Jorge (PSD), e Nilvaneudo Angêlo de Araújo (PT do B), para deliberar acerca do assunto, já que o comentário é que alem de perseguir a Igreja, essas doações se dão em troca de compromisso de voto.

Assim, expediente foi encaminhado ao Ministério Público Eleitoral em Itaporanga solicitando a fiscalização dessas doações já que o Código Urbano e Lei de Doações precisam ser respeitados, pois não se sabe quais critérios estão sendo usados pelo prefeito para escolha dos beneficiados.



Fonte: Site BoaVenturaPB



Seja o primeiro a comentar!

Comentarios(s):

#