quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Vítima assassinada em Patos nesta quarta-feira era homossesual.

A vítima Pedro Carneiro de Brito Neto [foto], 21 anos assassinado com um tiro na boca e outros dois nas costas na Vila Santo Antônio, bairro das Placas, era mesmo homossexual, afirmam parentes.

Segundo informações de uma tia (Maria do Socorro dos Santos) ele não falava nada sobre sua vida em casa e ela não soube explicar o motivo pelo qual foi assassinado. Disse que era uma pessoa boa e não soube dizer se tinha envolvimento com droga. Pedro Neto foi morto por desconhecidos por volta das 20h:30m e ninguém deu informação a polícia sobre o crime.

O delegado agora responsável pelas investigações é o titular da delegacia de homicídios, Hugo Lucena, que descartou qualquer possibilidade na manhã desta quinta-feira (23) que o crime de Pedro Neto teria sido por prática de homofobia.

Ele disse que nas últimas das hipóteses é que essa linha de investigação poderia ser atribuída à violência contra homossexuais, visto que os assassinatos registrados em patos em que o policial militar conhecido por José Jorlânio Nunes de Lima, casado, 42, foi acusado, não tem ligação alguma com o crime de Pedro Neto. O policial continua preso na carceragem do 3º BPM e sua prisão será prorrogada por mais 30 dias, disse o delegado.

Fonte Portalpatos/ Mario Frade

Fonte:



Seja o primeiro a comentar!

Comentarios(s):

#