sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Justiça mantém condenação de caminhoneiro que vitimou Shaolin em acidente na PB

A Justiça da Paraíba manteve a pena de dois anos de detenção do caminhoneiro acusado pelo Ministério Público Estadual e condenado pela Justiça por ter ocasionado o acidente que vitimou o humorista Francisco Jozenilton Veloso, Shaolin, em 2011. O resultado da nova decisão saiu nesta quinta-feira (29).

No primeiro grau, o juiz de Campina Grande considerou o caminhoneiro culpado e o condenou à pena de dois anos de detenção em regime aberto, que foram convertidos em prestação de serviços à comunidade e pagamento de três salários mínimos a entidades a serem determinadas pela Justiça. Ele considerou que a batida não foi intencional e que o motorista é réu primário.

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) não aceitou e recorreu, esperando uma pena mais dura. A defesa do caminhoneiro também recorreu ao Tribunal de Justiça, segunda instância.

A Justiça não aceitou o recurso, alegando que a pena imposta já é suficiente. A defesa pediu que ele fosse absolvido, mas isso também não foi aceito porque as provas indicam que ele provocou o acidente ao invadir a faixa contrária da rodovia, enquanto Shaolin dirigia na ao certa.

O acidente ocorreu no dia 18 de janeiro de 2011 na BR-230, em Campina Grande. Ele foi internado no Hospital de Emergência e Trauma da cidade, mas precisou ser transferido para o Hospital das Clínicas, em São Paulo, onde passou por cirurgias e ficou por cerca de cinco meses internado.

O humorista recebeu alta e está em casa, em Campina Grande, sendo cuidado pela família.

Fonte Portal Correio


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...