quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Saiba as últimas informações sobre o Açude de Coremas; Medições e crise hídrica

Os trabalhos foram coordenados pela S.O.S Rio Piancó, que através de seus membros: José Rodrigues Filho e Romário Jerônimo.

No curso das atividades relacionadas aos trabalhos, foram elas: Realizadas de diversas medições, tanto entre as laminas d’água da capacidade total, quanto também no volume em que se encontram hoje os mananciais Coremas/Mãe D’água.

A medição foi realizada na torre de comando do Coremas da seguinte forma; Através de uma trena com capacidade de medir até 50 m, cinquenta metros. O equipamento contendo um pendulo de 1. Kg na ponta, onde oportunamente foi lançado do alto da torre, onde está sinalizada a quota de sangria do manancial, ficando constatado neste 17 de Novembro de 2015, um declínio em suas águas de 19.26 cm, dezenove metros e vinte e seis centímetros.

Em seguida foi realizada medição da profundidade da água no pé da torre de comando, mais precisamente no sentido parede (talude) do açude, ficando constatada a seguinte medição: 1.96 cm, um metro e noventa e seis centímetros.

Ficando nitidamente claro que do nível de sangria para a lama (piso natural) localizado no pé da torre possui a seguinte medição: 21.22 cm, vinte e um metros e vinte e dois centímetros.

Mais uma medição foi realizada, desta vez foi à extensão da parte no curso descoberto pelas águas, parte essa que fica entre a coroa da parede (talude de sustentação das águas), até a atual lamina d’água, ficando constatada a seguinte medição: 64.97 cm, sessenta e quatro metros e noventa e sete centímetros.







Fonte Da Assessoria


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...