terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Mãe sequestra, tortura o próprio filho e envia vídeo para o pai. IMAGENS FORTES!

A mãe de uma criança de 2 anos sequestrou o próprio filho na tarde deste domingo (27), no bairro Campo do Santana, em Curitiba. O menino vive com o pai e a jovem, de 21 anos, invadiu a residência do ex-marido acompanhada de dois homens armados e fugiu levando a criança. Há 15 dias o menino vivia com o pai, depois da família descobrir que a mãe torturava a criança e gravava vídeos das ações. Ela não aceitava a separação e passou a ameaçar o pai com agressões ao filho. A informação foi confirmada pela madrinha da criança, que concedeu entrevista à Banda B, na manhã desta segunda-feira (28). O Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) está com o caso.

Desde as primeiras horas da manhã, o portal "Banda B" recebeu vídeos e fotos do menino sendo torturado por uma jovem. Os vídeos estão sendo compartilhados por usuários do Facebook e também por meio do WhatsApp. Nas imagens, o menino aparece sendo asfixiado diversas vezes. Inicialmente, a informação era de que a agressora era ex-namorada do pai do menino. No entanto, a madrinha do menino e prima da jovem confirmou que ela é mãe da criança e estaria sofrendo surtos psicológicos por conta da separação.

“Ela já tinha sequestrado o menino há 15 dias e a polícia conseguiu resgatá-lo e deixou com o pai. Ontem, ela foi até a casa do pai e pegou o menino. Sabemos que ela estava com dois caras armados. Eles se conhecem há anos, namoraram, tiveram o menino e não deu certo. Ele queria se separar e ela não aceitava de jeito nenhum, aí resolveu usar o menino para chantagear o pai”, descreveu a madrinha da criança, de 34 anos, gerente de um comércio em Curitiba, e está desesperada com o sumiço do afilhado.

Após o sequestro, a família paterna do garoto registrou Boletim de Ocorrência no 13º Batalhão da Polícia Militar (BPM) à noite. É o segundo boletim de ocorrência por sequestro em menos de 30 dias. “Eu vi ela crescer, na verdade. Ela age dessa maneira ‘ou você volta comigo, ou eu mato o neném’. Essa semana que passou ela estava dopada, mas em questão de minutos desaparece. Ela já não levava uma vida muito certa e a gente está de mãos atadas e tememos pelo pior porque se uma mãe tem coragem de fazer isso e mandar para o pai, imagine o que pode fazer”, finaliza. A Polícia Civil informou que está em diligência pela região de Curitiba.

Veja os videos:








Fonte Banda B



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...