sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

MPF faz operação para apurar desvio de verbas em cidades do Sertão da PB

Uma operação que investiga desvio de recursos públicos em obras na área de Saúde e Educação em municípios do Sertão paraibano foi deflagrada nas primeiras horas desta sexta-feira (4) pelo Ministério Público Federal (MPF) da Paraíba. De acordo com a MPF, estão sendo cumpridos 18 mandados de busca e apreensão. Durante a ação do MPF, estão previstas 10 conduções coercitivas, expedidas pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ª Região.

As ordens judiciais estão sendo cumpridas nas cidades de Patos, Emas, no Sertão; e João Pessoa, Cabedelo e Bayeux, na Região Metropolitana da capital. Além do MPF-PB, participam da Operação Desumanidade, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público Estadual da Paraíba (Gaeco) e a Controladoria-Geral da União (CGU).

Executam as medidas dois procuradores regionais da República, seis procuradores da República, 22 promotores de Justiça do Gaeco e 12 auditores da CGU. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) presta segurança às equipes e auxilia no transporte de documentos e equipamentos apreendidos.

Operação em Patos há dois meses

Em outubro, o MPF, o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Estadual, a Controladoria Geral da União (CGU) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) cumpriram mandados de busca e apreensão na cidade de Patos para investigar casos de fraudes em licitações.

À época, um homem foi preso preventivamente suspeito de participar de um grupo de empresas investigadas por fraudar licitações e de desviar recursos públicos em contratos de fornecimento de material de expediente e papelaria. Além de Patos, foram cumpridos mandados de busca e apreensão e de condução coercitiva na cidades de Campina Grande e João Pessoa

Fonte g1


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...