quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Preço da gasolina em João Pessoa varia entre R$ 3,399 e R$ 3,999.

O preço do litro da gasolina comum aumentou em 58 postos de João Pessoa, segundo uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (30), pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP). O levantamento aponta que nos 103 postos que estão em atividade na Capital, os preços desse variam entre R$ 3,399 (Posto Extra – Penha e Maxi Posto - Oitizeiro) e R$ 3,999 (Posto Cawboy – Valentina). A variação é de 17,7%.

Em relação ao álcool, a pesquisa indica que 42 estabelecimentos aumentaram o preço do litro, 36 mantiveram e seis reduziram o valor do produto. O menor preço é encontrado a R$ 2,580 (Posto Independência – Tambiá) e o maior a R$ R$ 3,099 (Posto Jr – Manaíra). Em relação à gasolina aditivada, o menor valor foi encontrado R$ 3,439 (Posto Extra – Penha), e o maior, R$ 3,999 (Posto Cawboy – Valentina e Posto Cajueiro - Geisel).

Ainda segundo a pesquisa do Procon-JP, o óleo diesel aumentou de preço em 11 postos, reduziu em 03 e 37 mantiveram, com o menor preço a R$ 2,749 (Posto BSB – Bancários) e o maior a R$ 3,059 (Posto Novais – Bairro dos Novais). Os 11 postos que comercializam o Gás Natural Veicular (GNV) mantiveram os preços, com o menor sendo vendido a R$ 2,389 e o maior a R$ 2,400.

Desabastecimento

O desabastecimento que atingiu os postos de combustíveis de João Pessoa durante o feriado de Natal, na sexta-feira (25), fez com que o preço do combustível chegasse a R$ 4,15, como flagrou a TV Cabo Branco nesta segunda-feira (28). A relação entre a falta de combustível e o aumento no preço foi feita pelo Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Derivados de Petróleo no Estado da Paraíba (Sindipetro-PB)

No entanto, após dias de desabastecimento de gasolina nos postos de combustíveis de João Pessoa, um navio carregado com 14 mil toneladas de combustíveis atracou no Porto de Cabedelo, na Região Metropolitana de João Pessoa, na tarde da terça-feira (29). (Veja o vídeo ao lado).

Monitoramento

De acordo com o Procon-JP, a partir da entrega da notificação requerendo as três últimas notas fiscais da compra do produto na refinaria, os empresários terão 48 horas para apresentarem os documentos e fazerem suas justificativas em relação ao percentual do aumento. As notas fiscais vão servir para comparar os preços majorados nas bombas dos postos com o percentual aplicado pelos fornecedores.


(Gasolina chegou a R$ 4,15 em posto de combustível de João Pessoa)



Fonte G1 Paraíba


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...