quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Energisa é condenada por promover corte indevido de energia elétrica

A Energisa Paraíba – Distribuidora de Energia S/A deverá pagar o valor de R$ 5 mil, a título de danos morais, a Edinete Assis da Silva, que teve o fornecimento de energia elétrica de sua residência suspenso, de forma indevida. A decisão foi proferida pelo desembargador José Ricardo Porto, vice-presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, que deu provimento ao recurso de Edinete nesta quarta-feira (13).


Os autos trazem que o corte de energia indevido foi realizado no dia 27 de agosto de 2014, sem notificação prévia por parte da empresa concessionária e sem que Edinete se encontrasse inadimplente.


Para o relator, “a concessionária de energia não pode submeter o consumidor ao seu arbítrio, visto que a interrupção do fornecimento somente é possível após regular procedimento administrativo”.


O magistrado explicou que a prestação do serviço não pode ser interrompida unilateralmente e arbitrariamente pela empresa, devido à essencialidade e ao monopólio exercido nesta ramo comercial.


Em relação à comprovação do dano moral, afirmou: “a suspensão do serviço, sem prévia notificação, gera prejuízos íntimos ao consumidor, conforme reiterada jurisprudência a respeito”.


A decisão também responsabiliza a Energisa pelos honorários, na importância de 20% sobre o valor da condenação.




Fonte Foto: Divulgação

Gecom-TJPB



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...