sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Polícia Civil revela detalhes da prisão do casal que aliciava menor. Jovem teria feito sexo com 70 homens

A policia civil de Piancó sob a coordenação do delegado Renato Anderson com sua equipe plantonista e agentes do GTE de Itaporanga na tarde desta quinta-feira (18), deflagraram a operação “Vale da Pedofilia”, que deu cumprimento a mandado de prisão e de busca representados pela autoridade policial e em decisão proferida pela 2ª vara da justiça de Piancó.

Após denuncia do Conselho Tutelar de Piancó os agentes passaram a investigar o casal Marconde Domingos da Silva de 41 anos e sua companheira Geralda Ferreira da Silva Domingos de 40 anos pela suspeita de aliciamento de menores, produção de vídeos pornográficos com menores e exploração sexual.

A operação desencadeada na tarde desta terça-feira obteve êxito com a prisão dos acusados, apreensão de computadores, celulares, dvds e preservativos. Todo o material foi encaminhado para perícia.

Segundo o delegado, há cerca de três anos, o casal, moradores do bairro Piancozinho, aliciavam a adolescente para a prostituição, mas os crimes foram, além disso, e o acusado também abusava sexualmente da garota. Nesse período, a menor transou com aproximadamente 70 homens, mas quem ficava com o dinheiro era a agenciadora. “O que ela dava a menina era apenas presentes, ficando com o dinheiro proveniente da prostituição, e há suspeitas de que outras adolescentes também eram exploradas sexualmente pela acusada”, comentou o delegado.

Além de aliciar a menor para se prostituir com homens de Piancó e de fora, a mulher convenceu a adolescente a fazer sexo como o seu próprio marido, que tinha interesse na garota, e uma dessas transas, ocorrida em junho do ano passado, foi filmada pela acusada e terminou caindo nas redes sociais via aplicativo WhatsApp recentemente, mas a polícia ainda não sabe quem postou o vídeo.

Em seu depoimento, a menina revelou todos os delitos que eram praticados pelo casal, mas marido e mulher preferiram ficar calados durante o interrogatório após a prisão. “Mas o próprio vídeo e a confissão da adolescente não deixam dúvidas quanto aos crimes praticados por eles”, comentou dr. Renato, ao anunciar que as investigações vão prosseguir.

A mulher foi recambiada para o presídio feminino na cidade de Patos e seu companheiro encaminhado para a cadeia pública de Piancó. Ambos agora estão à disposição da justiça da comarca local.





Fonte: Depol Piancó



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...