quarta-feira, 2 de março de 2016

Empresária é presa suspeita de tráfico internacional e gerenciar crimes em João Pessoa

Uma empresária do ramo de confecções, de 24 anos, foi presa suspeita de tráfico internacional de drogas, nessa terça-feira (1º). Ela comprou seis tabletes de pasta base de cocaína no Paraguai e a prisão aconteceu quando recebia o entorpecente no bairro de Tambaú, área nobre de João Pessoa. Além da mulher, outras duas pessoas foram presas.

De acordo com a delegada Júlia Valesca, titular da Roubos e Furtos de João Pessoa, desde novembro de 2015, a Polícia Civil investigava uma quadrilha responsável por uma série de roubos e furtos, na Capital. Os policiais visavam também identificar o financiador da organização criminosa. Durante as escutas telefônicas, foi interceptada a negociação de uma mulher com um traficante do Paraguai.

“Primeiro, chegamos a um apenado no PB1 condenado por tráfico de drogas e uma série de crimes como sendo o chefe da quadrilha e o financiador da organização criminosa. A mulher dele, a empresária, gerenciava, coordenava e arrecadava os valores obtidos com os crimes. Durante a investigação, interceptamos uma conversar da empresária com um traficante sobre a negociação de drogas”, explicou a delegada.

Conforme levantamento feito pela delegacia, uma mulher de 37 anos e um homem de 35 anos foram contratados para buscar a drogas no Paraguai. Com um veículo locado, a dupla foi até o país vizinho.

“A locadora rastreou o veículo e o encontrou na cidade de Coronel Sapucaia, no Mato Grosso do Sul e comunicou as autoridades a localização do carro e a finalidade dele. O automóvel foi apreendido e o homem retornou para a Paraíba, mas a mulher ficou no Paraguai. Monitoramos a suspeita e conseguimos prendê-la quando entregava a droga para a empresária, conforme o combinado”, falou.

As duas mulheres vão responder por tráfico de drogas e o homem por associação ao tráfico. Eles serão apresentados nesta quarta-feira (2) na audiência de custódia. A Polícia Civil estima que cerca de 20 pessoas integrantes da quadrilha já foram presas desde novembro.





Fonte Portal Correio


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...