sábado, 16 de abril de 2016

Cidades da Paraíba têm manifestações contra o impeachment

A Paraíba registrou três manifestações contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff na manhã deste sábado (16). Os atos aconteceram nas cidades de Campina Grande, no Agreste, e Cajazeiras e Patos, no Sertão do estado.


Em Campina Grande, integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) se concentraram no em frente ao Estádio Ernani Sátiro, o Amigão, para sair em caminhada para João Pessoa. A organização estima a participação em 650 pessoas em Campina Grande, mas espera a adesão de outros integrantes do movimento no decorrer da caminhada. A Polícia Militar está acompanhando o ato, mas ainda não divulgou estimativa de público.

A previsão é de que a caminhada dure até o dia 26 de abril, percorrendo cerca de 130km em 10 dias. Uma das coordenadoras do MST na Paraíba, Dilei Aparecida, disse que não foi feito nenhum pedido formal de escolta para Polícia Militar ou Polícia Rodoviária Federal (PRF), mas que haverá equipes para sinalizar a marcha. Eles não farão interdição e devem ocupar apenas uma das faixas nas rodovias.


Em Cajazeiras, o ato foi uma carreata. Os manifestantes saíram do campus de Cajazeiras da Universidade Federal de Campina Grande (UFPB) por volta das 9h20 e seguiram para a Praça Das Oiticicas, onde chegaram às 11h. A organização estima a participação de 600 pessoas em 150 carros e 100 motos. O 6º Batalhão de Polícia Militar informou que não foi até o protesto e não tem estimativa de público. O movimento foi convocado pela Frente Brasil Popular - Paraíba.

Em Patos, um grupo de manifestantes se reuniu na Praça Getúlio Vargas, no Centro da cidade. O protesto começou por volta das 8h e durou cerca de uma hora. A organização e a Polícia Militar não divulgaram estimativa de público.




Fonte G1

(Foto: Waléria Assunção/TV Paraíba)



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...