sábado, 23 de abril de 2016

Laudo preliminar aponta que garoto autista teria sofrido choque seguido de afogamento

O laudo preliminar do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal - Numol de Campina Grande teria dado como causa da morte do garoto Erick Gabriel um choque elétrico seguido de afogamento. O corpo de Erick foi encontrado no fim da tarde desta sexta-feira (22) próximo ao rio Piancó, em Pombal, após quatro dias do desaparecimento.

A informação foi repassada à família neste sábado (23) quando foi feita a liberação do corpo para o velório e sepultamento. O corpo de Erick Gabriel chegou no início da tarde à cidade de Pombal e o velório aconteceu na escola Francisco José Santana, onde a criança de 11 anos, que era autista, estudava.

Erick desapareceu na segunda-feira (18) quando saiu para ir na casa de um coleguinha. Foi visto pela última vez por volta das 17h próximo a um parque de vaquejada. Seu desaparecimento mobilizou equipes de busca do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, com a utilização de cães farejadores.

O corpo foi encontrado próximo ao local onde ele foi visto pela última vez. Ele estava num poço próximo a um capinzal à beira do rio Piancó. Nas proximidades existe instalada uma bomba dágua, que pode ter causado o cheque elétrico na criança.

As investigações estão sendo feitas por dois delegados, entre eles, a delegada Yvna Cordeiro, da Delegacia da Mulher de Sousa. Na noite desta quinta-feira (23) seis pessoas que moram nas proximidades de onde o corpo do garoto foi encontrado foram ouvidas pela delegada.



Fonte
Portalpatos, com informações de Naldo Silva, da Liberdade FM



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...