domingo, 8 de maio de 2016

Paraibano faz aniversário com homenagem a Bolsonaro e gera polêmica na internet

Uma festa de aniversário é um momento inesquecível, no qual você faz uma homenagem a um herói que marcou sua infância ou adolescência, mas o personagem da festa do estudante universitário Marcos Emmanuel foi inusitado e a escolha tem causado polêmica nas redes sociais. O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) foi o grande homenageado. A comemoração aconteceu nessa sexta-feira (6), em João Pessoa e o político agradeceu o carinho, em gravação de áudio com as felicitações.

Ao Portal Correio, o estudante do 3º período de Educação Física relatou que a festa surpresa foi organizada pela namorada. O tema da comemoração da chegada dos 19 anos surgiu porque o aniversariante disse que concorda com os pensamentos e ideias do deputado. "Concordo com os pensamentos e atitudes de Jair Bolsonaro. Minha namorada sabe o quanto eu o admiro e decidiu fazer essa festa surpresa. Bolsonaro me representa”, comentou o estudante.

Após a publicação da imagem no Facebook com a legenda: “Festa surpresa com o tema do ‪#‎Bolsomito é inigualável! É muita opressaum pra uma festa só! JAMAIS ESQUECEREI! #‎DireitaParaibana (sic)”, houve uma repercussão imediata nas redes sociais.

Houve internautas que o parabenizaram pela homenagem, mas também outros que o criticaram, inclusive com memes. “Não é à toa que Bolsonaro é o ídolo das crianças. Tá cheio de pirralho nascendo barba, que idolatra. Hahahaha. Capitão Bolsonaro. O rei da mulecada ????" (sic).

“QUE ARRAZOOOOOOI. QUERO ESSE BOLO PRA MIM. QUE FESTA MARAVILHOSAAAAA" (sic).

Sobre a polêmica, o estudante disse que está levando tudo numa boa e não esperava receber tanto apoio. “Eu esperava mais repúdio. Mas eu vi que mais gente apoiando do que repudiando”, comemorou.



Ao saber da homenagem, o deputado entrou em contato com o estudante, o parabenizou pelo aniversário e ressaltou: "Pessoas com nossos pensamentos ajudarão a deixar o Brasil melhor”, disse o parlamentar, em gravação de áudio.

Polêmica

Jair Bolsonaro tem sido alvo de críticas e protestos em virtude do pensamento conservador. Durante a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff, na Câmara Federal, em 17 de abril, o parlamentar homenageou o primeiro militar reconhecido pela Justiça brasileira com torturador, o coronel Brilhante Ustra. Ustra foi acusado pelo Ministério Público Federal por envolvimento em crimes na ditadura.

Ustra morreu em 15 de outubro de 2015 no Hospital Santa Helena, em Brasília. Ele tratava de um câncer.





Fonte Por Hyldo Pereira


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...