quarta-feira, 11 de maio de 2016

Polícia prende homem com várias armas usadas para praticar assaltos a agências bancárias no Sertão

Uma ação conjunta das policias civis da 16ª Delegacia Seccional de Princesa Isabel, no Sertão da Paraíba, e policiais militares da 5ª Companhia, com o apoio de policiais de Patos, prendeu, na manhã desta terça-feira (10), o torneiro mecânico Adriano Salvador Pereira, 30 anos, natural de Caraíbas, no estado de Pernambuco. Ele é suspeito de dar manutenção nas armas usadas por quadrilhas de assaltantes de banco que agem na região.

As investigações começaram há cerca de 20 dias, quando a polícia recebeu informações pelo 197, Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (SEDS), falando que um grupo criminoso estava monitorando a cidade e pretendia roubar uma agência bancária em Princesa Isabel , localizada há 430 km de João Pessoa. As informações foram checadas pelos agentes de investigação e as buscas começaram.

Durante o trabalho, Adriano Salvador foi identificado como um dos integrantes do grupo. A partir daí ele passou a ser monitorado. “Como ele aparecia como um elo do grupo criminoso, começamos a observar as ações de Adriano para saber quando eles pretendiam agir e como seria. O nosso objetivo era aguardar os outros integrantes, mas com o passar dos dias notamos que ninguém aparecia, só um movimento estranho na casa do suspeito. Por este motivo, decidi pedir à Justiça um mandado de busca e apreensão”, disse o delegado seccional Cristiano Jacques.

Na residência de Adriano, que fica no sítio Lagoa da Cruz, na zona rural de Princesa Isabel, os policiais encontraram enterrados um fuzil 762, cinco revolveres, dois rifles e várias munições. Ele foi encaminhado para a delegacia, mas não informou onde conseguiu as armas e nem onde elas seriam usadas, e agora vai responder na Justiça por posse ilegal de arma. Se for comprovada a ligação dele com os grupos criminosos responsáveis por assaltos a banco, ele poderá ser autuado por formação de quadrilha.

Adriano foi encaminhado para a Cadeia Pública de Princesa Isabel, onde vai cumprir a prisão preventiva e aguardar o julgamento da Justiça. A polícia vai continuar as investigações para identificar e prender as pessoas que contrataram os serviços de manutenção das armas com Adriano.

Fonte


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...