segunda-feira, 16 de maio de 2016

Professor universitário é morto a tiros no sertão da PB

Reitor Rangel Junior decretou luto de três dias na instituição.
Pedro Ferreira Neto foi assassinado na PB-323, diz UEPB

O professor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) Pedro Ferreira Neto foi morto a tiros no início da noite desta segunda-feira (16) em Catolé do Rocha, no Sertão da Paraíba. Segundo informações da própria UEPB, dois homens em uma moto atiraram contra ele quando ele trafegava em uma motocicleta pela rodovia estadual PB-323. A Polícia Militar da cidade não atendeu as ligações do G1.

O reitor Rangel Junior decretou luto oficial por três dias na instituição e ressaltou o sentimento de tristeza que toma conta da UEPB com a morte do professor. “É a vida de um ser humano fantástico que se perde e deixa uma lacuna imensa. Professor Pedro era dos mais dedicados docentes da universidade e deixa um legado de profundo amor pelo que fazia. Toda a UEPB está muito abalada com o que aconteceu”, frisa Rangel.

O professor Pedro trabalhava há 34 anos na Escola Agrotécnica do Cajueiro, no Campus de Catolé do Rocha. “Era conhecido por sua paixão pela educação, sempre se empenhando a transmitir para seus alunos o conhecimento que poderia lhes garantir um futuro promissor. Cada aluno seu era para ele um filho, do qual se orgulhava por cada aprendizado e conquista”, diz uma nota divulgada pela UEPB.

Pedro Ferreira Neto foi o primeiro diretor eleito da Escola Agrotécnica do Cajueiro, onde atuou como gestor por vários mandatos, tendo o último mandato sido encerrado no mês de março deste ano, quando foi substituído pela professora Kelina Bernardo Silva, eleita para o cargo.

Fonte


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...