quinta-feira, 23 de junho de 2016

Bares da Área Vip se recusam a vender bebidas pelo preço tabelado, caso gera confusão e polícia é acionada, em Patos

Uma discussão envolvendo organizadores da área VIP do São de Patos e o Procon Municipal, teve que ser contida pela Polícia Militar na noite desta quarta-feira (23), durante a realização da segunda noite do maior evento junino do sertão paraibano.

Segundo o diretor órgão, Maurício Alves, os bares da Área VIP, que fica localizada na frente dos palcos do evento, se recusaram a vender os produtos pelo preço estabelecido pelo Procon Municipal e estavam praticando preços abusivos aos consumidores.

Na tentativa de boicotar o serviço dos agentes, os organizadores determinaram que os bares do local fossem fechados e proibissem que os usuários comprassem bebidas fora do área, gerando uma grande confusão entre usuários, vendedores e os fiscais do Procon: "Os organizadores da chamada "área Vip", na tentativa de fazer com que nossa equipe fosse retirada do local, fecharam todos os bares desde as 23h e foi espalhou que tinha sido o Procon que havia fechado, além de proibir a saída das pessoas para comprar bebidas fora. Foi um verdadeiro cárcere privado", explicou Maurício.

Ainda segundo o diretor do órgão, após a intervenção da Política Militar foi permitido que os forrozeiros entrassem com bebidas na área. "Somente com o apoio da polícia restabelecemos o direito de ir e vir dos consumidores, inclusive com as suas bebidas compradas fora e após 1 hora com os bares fechados. Os organizadores não aquentaram a pressão e reabriam, vendendo os produtos pelo preço tabelado pelo Procon", disse.

No início do evento, o órgão estabeleceu um tabela de preços para que o os produtos fossem comercializados no Terreiro do Forró. Durante realização da festa, o Procon contou com uma equipe de 12 fiscais a fim de garantir que a determinação fosse cumprida.



Fonte maispatos.com


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...