segunda-feira, 27 de junho de 2016

Engenheiro é vítima de placa clonada e termina acusado de estupro em Santa Luzia; Família fica constrangida

O homem que teve a foto divulgada neste site e outros veículos de comunicação como sendo o autor do estupro contra uma mulher neste domingo, 26, descobriu, depois de ter seu nome divulgado, que seu veículo foi vítima de placa clonada.

Portanto, este site vem a público esclarecer que recebeu uma nota por meio de representantes de Ronaldo Justino, 66 anos, que sentiu-se ofendido e informa que ele foi até a Delegacia de Polícia Civil esclarecer sobre a clonagem da placa de seu veículo.

Viemos esclarecer aos leitores que o Ronaldo é engenheiro e nunca foi taxista e nem alternativo, conforme divulgada:

O Engenheiro Ronaldo Justino, 66 anos foi encaminhado à Delegacia de Santa Luzia na manhã desta segunda-feira (27), para esclarecer sobre acusação de estupro, ocorrido próximo a Serra de Santa Luzia.

A Polícia recebeu comunicado do ocorrido, e anotou a placa que seria de um taxista que teria com uma arma de fogo forçado uma mulher fazer relação sexual com ele. Após o estupro a mulher teria sido abandonada pelo acusado, a qual comunicou o caso a Polícia Militar.

Com o número da placa do veículo, a Polícia Militar localizou a residência do Senhor, Ronaldo Justino, o qual foi encaminhado à Delegacia.

Durante as investigações, o Engenheiro teria não sido reconhecido pela vítima, e foi também descoberto que a placa do Carro era clonada de um Veículo Alternativo que está sendo procurado.

A Família do Engenheiro ficou constrangida com a situação. O Delegado plantonista orientou o Engenheiro para procurar o DETRAN para as medidas cabíveis ao caso.


Fonte por Acilene Candeia com RepórterPB


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...