quarta-feira, 13 de julho de 2016

Funcionário é o 3º suspeito pela morte de empresário dono de posto em JP

A Polícia Civil confirmou a prisão do terceiro suspeito pela morte do empresário Marcone Morais, de 62 anos, proprietário da rede de postos de combustíveis Expressão, em João Pessoa. Ele teria sido a pessoa responsável por passar as informações sobre a vítima para o grupo de assaltantes.

Outros dois suspeitos, identificados como Vinicius Martins dos Santos e Fabrício Cruz de Araújo, já haviam sido presos nesta terça-feira (12) na localidade conhecida por 'Laje', que fica no bairro São José. O quatro envolvido foi morto pelo empresário, que reagiu ao assalto.

Durante entrevista coletiva na Central de Polícia Civil de João Pessoa, nesta quarta-feira (13), a suspeita é de que mais outras duas pessoas tenham participado do crime. Segundo a delegada Júlia Valeska, o frentista foi preso na terça-feira (12), quando chegava no posto para trabalhar.

"Ele confessou a participação no assalto e disse que teria passado as informações de que a vítima estava indo ao banco com um malote com R$ 300 mil. Ele não tem passagem pela polícia e deve ser indiciado por associação criminosa qualificada e os outros presos por latrocínio e associação criminosa", afirmou a delegada.

Já o delegado Aldrovilli Grisi disse que o mentor do crime foi o suspeito que morreu na ação, atingido por um tiro disparado pelo empresário durante reação ao assalto. "O frentista relatou ter sido coagido por este suspeito a participar do crime, sob ameaça de que sua família seria morta caso as informações não fossem repassadas. O grupo suspeito morava no bairro São José", ressaltou.

O CRIME

O crime ocorreu na tarde de segunda-feira (11) , em área de autoatendimento de agência do Banco do Brasil, no bairro do Bessa, em João Pessoa. Os bandidos anunciaram o assalto quando Marcone Morais chegava à agência com um malote de dinheiro.

O empresário reagiu, houve uma troca de tiros e um dos suspeitos foi atingido na cabeça, e Marcone Morais foi atingido no tórax.

O assaltante morreu na hora, enquanto que o empresário chegou a ser socorrido e levado para o Hospital de Emergência e Trauma da capital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Confira abaixo as imagens do crime captadas pela Central de Segurança da agência bancária:





Fonte wscom


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...