terça-feira, 20 de setembro de 2016

Nabor Wanderley lidera pesquisa para prefeito de Patos

Se as eleições para prefeito de Patos (quinto maior colégio eleitoral da Paraíba, com 61.044 eleitores) fossem realizadas hoje, o deputado estadual e ex-prefeito Nabor Wanderley da Nóbrega Filho (PMDB) seria eleito com 41,4% dos votos, segundo pesquisa estimulada realizada pela empresa 6 Sigma Pesquisa e Consultoria Estatística LTDA, em parceria com o Sistema Correio de Comunicação.

Em segundo lugar, ficaria o candidato do PSDB, o também deputado estadual Dinaldo Wanderley Filho, com 37,8% dos votos. Segundo a 6 Sigma, o candidato do PT, Lenildo Morais, que hoje é prefeito interino, teria 3,8%.

Os candidatos da Rede Sustentabilidade e do Psol, Professor Jacob e Silvano Morais, teriam 1,7% e 1,4%, respectivamente. Os votos brancos e nulos seriam 6,4% e 7,3% dos entrevistados não souberam responder. Por fim, 0,2% não informou em quem votará.

A pesquisa foi realizada entre os dias 15 e 16 deste mês com 600 eleitores em 23 bairros de Patos e no distrito de Santa Gertrudes. Foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) sob o número 03936/2016. A margem de erro, segundo a 6 Sigma, é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

A cidade de Patos não tem segundo turno. A pesquisa 6 Sigma mostra a polarização entre dois candidatos da família Wanderley, uma das mais tradicionais na política sertaneja.

Naborzinho, como é conhecido o peemedebista, é filho do ex-prefeito Nabor Wanderley, que administrou a cidade de Patos entre os anos de 1955 e 1959.

Dinaldinho, como é conhecido o tucano, é filho do ex-prefeito Dinaldo Medeiros Wanderley, que administrou a cidade de Patos duas vezes na década de 1990. Dinaldo, o pai, foi eleito em 1992 e reeleito em 1996, derrotando, duas vezes o grupo de Nabor, para quem vem perdendo desde 2004.

Polarização entre PMDB e PSDB

Assim como ocorreu em João Pessoa e em Campina Grande, 6 Sigma dividiu Patos em zonas para facilitar a aplicação dos questionários.

Diferentemente da Capital e de Campina Grande, Patos teve uma zona a mais: a Central, que engloba a maioria dos eleitores de classes média e alta.

Em Patos, como na maioria dos municípios, tradicionalmente o eleitor se divide entre situação e oposição, desde o tempo em que a política era dominada pelo PSD e pela UDN, hoje representados pelo PMDB e PSDB.

Bairros

▶ Zona Central: Brasília, Centro e Santo Antônio.

▶ Zona Sul: Alto das Tubiba, Jatobá, Monte Castelo, Nova Conquista e Santa Cecília.

▶ Zona Leste: Ana Leite, Salgadinho, São Sebastião e Sete Casas.

▶ Zona Oeste: Bivar Olinto, Liberdade, Maternidade, Morada do Sol, Morro.

▶ Zona Norte: Bela Vista, Belo Horizonte, Distrito Industrial, Jardim Magnólia, Noé Trajano, Novo Horizonte, além do distrito de Santa Gertrudes.



Fonte portalcorreio com Correio Online


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...