sábado, 29 de outubro de 2016

Juiz manda para júri popular acusados de matar sargento no Vale do Piancó

O juiz da Comarca de Conceição, Antonio Eugênio, procuniou os réus Francisco Pereira de Lacerda e Francisco Pereira de Lacerda Junior, pai e filho, respectivamente, para se submeterem ao júri popular, pela morte de Pedro Marques da Silva Neto, mais conhecido como Da Silva. O crime ocorreu, no início da manhã do dia 17 de fevereiro do ano de 2015, no Sítio Malhada, zona rural de Ibiara-PB.

Narra a peça acusatória que a vítima estava em sua propriedade rural quando foi surpreendida pelos acusados, que estavam em uma caminhoneta D-20, efetuando cerca de 20 disparos contra a vítima, evadindo-se do distrito da culpa, em seguida.

No dia 28 de julho do mesmo ano do crime, sob a coordenação do delegado Glauber Fontes, uma equipe da polícia civil da Paraíba, em conjunto com e Polícia Civil da cidade de Flores do Goiás, no estado do Goiás, prendeu os acusados que estavam residindo naquele estado de Goais.

Na esfera policial, os denunciados confessaram a autoria delitiva, aduzindo que o motivo da ação criminosa seria uma emboscada que a vítima estaria organizando contra o primeiro denunciado.

Baseado na peça acusatória, proposta pelo Ministério Público, o juiz entendeu pela pronúncia, mandando pai e filho para júri popular, sem ainda data marcada.

Os dois acusados continuarão presos até o dia do julgamento


Fonte Vale do Piancó Notícias


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...