sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Prefeito que trocou PMDB por PSB após eleição responderá por infidelidade partidária

O PMDB decidiu que se o prefeito eleito de Itaporanga, Divaldo Dantas, confirmar sua saída da legenda, três dias depois das eleições municipais, e se filiar ao PSB, irá abrir um processo de expulsão e cobrará na justiça o seu mandato. O advogado Roosevelt Vita sinalizou, nesta quinta-feira (6), que o PMDB ainda não recebeu a comunicação oficial da desfiliação do prefeito, que esteve com o governador Ricardo Coutinho (PSB) acompanhado do ex-peemedebista Gervásio Filho (PSB).

Para o advogado, o prefeito Divaldo tenta "lesar o eleitor", que votou num candidato do PMDB e não num candidato do PSB. "Como pode alguém ser candidato por um partido e ser diplomado por outro?", questionou. "O mandato é do partido e não dele (Divaldo)".

No entendimento de Roosvelt, a legislação eleitoral não permite "esse tipo de arranjo". Divaldo foi eleito com 7.21 votos (55,6% dos válidos). Ele derrotou o candidato do PSDB, Djaci Júnior, que ficou com 5.925 votos (44,4%).

Itaporanga, que fica na região do Vale do Piancó, tem 15.849 eleitores. Divaldo é empresário do ramo de tecelagem. Nesta quarta-feira (5) ele foi recebido pelo governador Ricardo Coutinho, em João Pessoa. Em nota, o governador informou sobre a filiação do prefeito eleito ao PSB.



Fonte Por Hermes de Luna



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...