domingo, 23 de outubro de 2016

Sargento da PM é suspeito de matar primo após discussão por terras, na Paraíba

Uma disputa por terras entre família acabou em morte, na tarde desse sábado (22), na Zona Rural do município de São João do Rio do Peixe, no Sertão paraibano, a 475 km de João Pessoa. A vítima foi um agricultor de 63 anos, que atirou em um sargento da reserva da Polícia Militar e em seu filho, mas foi assassinado após o policial revidar.

De acordo com o 6º Batalhão da Polícia Militar em Cajazeiras (6º BPM), responsável pelo policiamento na região, a vítima e o sargento eram primos e vizinhos, mas estavam brigados após discussões por delimitação de terras e retirada de uma árvore do terreno de um deles.

“O policial estava com o seu filho em uma carroça quando foi abordado pelo primo, que não disse nada e efetuou diversos disparos. O sargento foi ferido de raspão na cabeça e, momentos depois, o seu filho também foi atingido de raspão após entrar em confronto com o agricultor. O sargento conseguiu revidar e matou o agricultor a tiros”, confirmou um policial do 6º BPM.

Ainda segundo a polícia, o sargento e o filho foram socorridos e encaminhados ao Hospital de Cajazeiras, onde estão internos em estado regular. Acionada, a Polícia Civil vai investigar o caso.

Ao Portal Correio, o comandante do 6º BPM, tenente-coronel Cunha Rolim, informou que o sargento teve alta do hospital, foi atuado em flagrante e se encontra preso no batalhão.

"O sargento é policial da reserva e não teve, durante seus anos de serviço nem durante seu tempo de reserva, nenhuma conduta que manche o seu nome. É uma fatalidade que deve ser esclarecida no decorrer das investigações", disse o comandante.

Fonte Diário do Sertão e Halan Azevedo (Portal Correio)



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...