terça-feira, 29 de novembro de 2016

Avião com delegação da Chapecoense cai e polícia confirma mais de 70 mortes

Um avião que levava o time da Chapecoense, de Santa Catarina, caiu na Colômbia na madrugada desta terça-feira (29). A equipe seguia para Medellin, onde iria disputar nesta quarta (30) a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional da Colômbia. O jogo foi cancelado pela Conmebol. Além de jogadores e comissão técnica, dirigentes do clube e jornalistas viajavam no avião. Setenta e cinco pessoas morreram.

Inicialmente, as autoridades colombianas divulgaram que apenas cinco pessoas haviam sobrevivido ao acidente, mas depois o número subiu para sete. Tratavam-se de dois tripulantes, o jornalista e narrador esportivo Rafael Henzel, o lateral esquerdo Alan Ruschel, o zagueiro Neto e os goleiros Danilo e Follmann. Porém, o goleiro Danilo morreu instantes depois de dar entrada em um hospital.

Ao todo, 81 pessoas estavam a bordo, sendo 72 passageiros e nove tripulantes. Segundo divulgado pelo Aeroporto José María Córdova, de Rionegro, que acompanhou a situação no Twitter, as condições climáticas dificultaram o acesso ao local da queda, que só pôde ser feito por terra.

No texto divulgado no Twitter, o aeroporto informou que a torre de controle recebeu às 22h, hora de Bogotá (1h15, horário de Brasília), comunicado do piloto de que o avião, da empresa Lamia Corporation, procedente de Santa Cruz de la Sierra, estava em situação de emergência, entre o município de La Ceja e La Unión, com falhas elétricas.

Imediatamente, foram mobilizados o Comitê Operativo de Emergência, com a presença de funcionários da prefeitura de Rionegro, da Polícia Aeroportuária, Força Aérea Colombiana, de bombeiros e autoridades.




Fonte agência brasil




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...