sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Paraibanos receberam R$ 168 mil de forma irregular do Bolsa Família, diz MPF

O Ministério Público Federal recomendou a suspensão do programa Bolsa Família para 870 mil beneficiários de cerca de 4,7 mil prefeituras em todo Brasil. De acordo com o órgão, em um Raio-X do abono, foram encontradas irregularidades no pagamento do programa social, como o não cumprimento dos requisitos estabelecidos pelo Governo Federal.

Entre os perfis de beneficiários considerados suspeitos pelo MPF estão, falecidos, servidores públicos, doadores de campanha e empresários.

Na Paraíba, o diagnóstico apontou que 43.110 beneficiários foram considerados perfis suspeitos. O total de beneficiários do programa no estado, no período avaliado, foi de 733.666. Os benefícios pagos aos paraibanos com perfis suspeitos atingiram um percentual de 5,01% do total pago pelo programa no estado. Isso significa que dos R$ 3.360.007.985 pagos pelo programa, de 2013 a maio de 2016, R$ 168.302.994 foram pagos a beneficiários com perfis suspeitos. Os dez municípios paraibanos com os maiores percentuais de perfis suspeitos são Cacimba de Areia, Prata, Santo André, Piancó, Amparo, Gurjão, São Bentinho Cabedelo, Riacho de Santo Antônio e São José dos Ramos.

O diagnóstico sobre o maior programa de transferência de renda do governo federal, assim como as ações propostas e os resultados alcançados estão disponíveis no site www.raioxbolsafamilia.mpf.mp.br, divulgado nesta sexta-feira, 11 de novembro. Nele, o cidadão poderá acessar a versão interativa* da ferramenta de inteligência desenvolvida pelo MPF e filtrar os dados selecionando a(s) unidade(s) da federação e município(s) que desejar. O Raio-X Bolsa Família é uma ação nacional coordenada pelas Câmaras Criminal e de Combate à Corrupção do MPF.

Fonte - MaisPB com MPF




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...