terça-feira, 8 de novembro de 2016

Polícia civil e militar prendem um dos acusados da tentativa de homicídio ocorrida na Cabeça do Porco

Foi preso na tarde desta segunda-feira, 07, o homem acusado da tentativa de homicídio ocorrida na noite deste domingo (06), na Cabeça do Porco, em Patos.

O acusado do crime é Deusivan Rodrigues Lucena, 22 anos, que, segundo a Polícia Civil, já foi preso anteriormente pelos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) e tentativa de homicídio.
Após a captura do acusado ocorrida por volta das 16h desta segunda no Bairro Maternidade, graças a uma ação do Núcleo de Inteligência da Polícia Militar e o Grupo Tático Especial (GTE)/Delegacia de Homicídio e Entorpecente da Polícia Civil, Deusivan foi conduzido para a Delegacia onde prestou depoimento e foi lavrado o flagrante.

De acordo com o delegado, Diego Beltrão, o acusado negou as acusações da autoria da tentativa de homicídio. “Ele negou ter participado, disse que não tinha nenhum envolvimento, mas, temos provas suficientes de que o mesmo cometeu esse crime (...) Houve contradição no interrogatório dele e, inclusive, de testemunhas que ele mesmo arrolou como álibi de que ele não estaria na situação”, explicou.

O acusado foi ainda identificado por testemunhas, porém, a polícia ainda dará continuidade às investigações para tentar prender o comparsa da ação criminosa e se houve mandante do crime. A Polícia Civil também vai investigar quem seria o alvo da tentativa, já que o tio da vítima (de ontem) tem envolvimento na criminalidade e o adolescente foi alvejado para defender a mãe durante os disparos.

O delegado ainda informou que a vítima alvejada também foi apreendida anteriormente e que outra linha de investigação é abriga de facções. “Nós sabemos que essa guerra de facções e que a vítima era também envolvida com a criminalidade e havia sido apreendida antes Não descartamos que alvo teria sido ele (o adolescente)”, garantiu.

Após depoimento, Deusivan Rodrigues foi encaminhado para o Presídio Regional Romero Nóbrega onde ficará à disposição da justiça.


Fonte Fonte - Acilene Candeia/Patosverdade


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...