domingo, 12 de fevereiro de 2017

Droga, dinheiro, balança de precisão são apreendidos na casa de Maria da Carroça, popular da cidade de Patos

O Serviço de Inteligência do 3° BPM, o comando do 3° BPM, o BOPE e agentes da Delegacia de Homicídio e Entorpecente da Polícia Civil realizaram uma operação na manhã deste sábado, dia 11, no Bairro Dona Milindra, em Patos, que resultou na prisão de Maria de Fátima Gomes dos Santos, 46 anos, conhecida por Maria da Carroça, Pedro Ambrósio Pereira, 56 anos, e Natália dos Santos Quirino, 20 anos. Os integrantes são mãe, pai e filha.

Na residência foram apreendidos 164 papelotes de cocaína, 91 pedras de crack totalizando em 1.460 kg de crack, 5 munições de calibre 38, uma balança de precisão, R$ 9.551,00 em cédulas, R$ 2.111,30 em moedas, dois notebooks, 04 celulares.

De acordo c om o comandante do 3°BPM, Major Douglas, a droga e demais produtos apreendidos foram encontrados na cozinha da casa. Ele ainda afirmou que chegou até a localidade através denúncias. “O colaborador já estava em contato conosco e nos repassou as informações e conseguimos entrar no dia de hoje. Esperamos o momento oportuno e hoje conseguimos”, disse.

A Polícia Civil ressalta o desenvolvimento do trabalho pela perda recente do agente Klaus Cruz, morto no último dia 29 em pleno exercício da profissão. "Perdemos um guerreiro, mas, continuamos litando de pé para honrá-lo", reforçou um agente da Civil.

Quando as polícias chegaram à residência, as pessoas que estavam na casa se preparavam para manusear a droga, uma vez que a mesma ainda estava em pedra bruta.

Maria da Carroça, Pedro Ambrósio e Natália foram levados para a Delegacia de Polícia Civil junto com o material apreendido. Eles serão responsabilizados pelo tráfico de entorpecente. Os acusados ainda serão encaminhados aos presídios da cidade onde ficarão à disposição da justiça.

Maria da Carroça é tia de um homem conhecido pelo tráfico de droga na cidade, Léo Jaime, e que está preso PB1 em João Pessoa.

Em entrevista à imprensa, Maria da Carroça disse que a droga pertence ao homem que deixou o produto na casa dela ontem e que iria buscar hoje às 11h. Ela disse que não vai pagar pelo erro do sobrinho.

“Só porque meu sobrinho é errado e eu vou pagar pelos erros dos outros? Isso não justifica...Eu nem vi o que era, quando ele saiu foi que fui ver ai vieram com uma história que ele tinha sido preso”, questionou a mulher.

O marido de Maria, Pedro Ambrósio, disse que foi pego de surpresa e que nunca tinha ido uma delegacia.






Fonte por Acilene Candeiapatosverdade


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...