terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Morte por febre amarela em João Pessoa está sendo investigada

A morte de um personal trainer na Paraíba está sendo investigada devido à possibilidade de ter sido causada por febre amarela. Patrick Lethieri Schuckert, de 31 anos, é do Espírito Santo e estava visitando a Paraíba com familiares.

O jovem foi internado em um hospital particular de João Pessoa e acabou morrendo nesta segunda-feira (27). Patrick teria sido o único de sua família que não tomou a vacina contra febre amarela. Tanto a sua esposa quanto sua filha foram vacinadas e passam bem.

De acordo com o secretário de Saúde de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, foi coletado material genético da vítima que deverá passar por análises na UFPB e posteriormente em um laboratório no Pará. Ele também explicou que o histórico e o fato de a vítima ter vindo de uma região endêmica devem ser levados em consideração.

“A Paraíba não tem histórico, não é área endêmica. Ele provavelmente já chegou a João Pessoa infectado, até porque esse tipo contágio acontece em áreas silvestres”, afirmou Adalberto. O resultado dos exames para confirmar se a morte aconteceu por febre amarela, de acordo com o secretário de Saúde, deve sair em um prazo de 30 dias.

A prefeitura de Vitória, cidade em que o personal trainer morava no Espírito Santo, já trata o caso como morte confirmada por febre amarela.

Segundo familiares, suspeita-se que Patrick tenha sido picado em uma viagem a Pedra Azul, na região Serrana do Espírito Santo, onde esteve durante o final de semana do dia 19 de janeiro.

A febre amarela é transmitida por picadas de mosquitos a pessoas não vacinadas geralmente em áreas de mata. Os casos leves causam febre, dor de cabeça, náuseas e vômitos. Os casos graves podem causar doenças cardíacas, hepáticas e renais fatais.

Fonte


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...