segunda-feira, 27 de março de 2017

Coremas continua em estado crítico, mas moradores já percebem mudança visual após recentes chuvas

As chuvas que têm caído no Sertão do estado ainda não foram suficientes para tirar o maior açude da Paraíba do volume morto. Segundo informações do secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos e Pesca de Coremas, José Albertino Andrade, o açude Coremas/Mãe D’água, formado por dois reservatórios, recebeu uma recarga de 3,36 m³ de água em sua lâmina até este sábado (25).

Coremas está com 25.635.002 milhões de m³, o que equivale a apenas 4,3% de sua capacidade máxma. Já o açude Mãe D’água acumula 27.003.874 milhões de m³ – 4,8% de sua capacidade.

Apesar de a situação ser muito crítica ainda, há quem comemore o pequeno aumento do volume de água em Coremas ao comparar a situação em que o manancial se encontrava antes das chuvas. O agricultor Sérgio Monteiro diz que a diferença já é visualmente perceptível: “Melhorou 50% a vista do que estava”.

De acordo com dados da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), o açude de Coremas tem capacidade para armazenar 591.646.222 metros cúbicos de água. Mãe D’água, por sua vez, tem capacidade para 567.999.136 de metros cúbicos.

Em 2015, a TV Diário do Sertão fez uma série de reportagens especiais mostrando os efeitos da crise hídrica em vários municípios. Na época, o açude Coremas/Mãe D’água estava com pouco mais de 10% da sua capacidade e já não tinha mais condições de abastecer os cerca de 50 municípios daquela região.



Fonte diariodosertão


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...