terça-feira, 14 de março de 2017

Suspeito de matar mototaxista diz ser inocente

O sapateiro, Fábio Segundo Xavier, detido no último domingo, 12, suspeito do homicídio ocorrido na Serra de Teixeira contra o mototaxista, Fábio dos Santos Dutra, em entrevista ao repórter Fábio Diniz, da Rádio Arapuan, garantiu ser inocente.

Ele afirmou ao repórter que estava no mercado público de Patos e que foi visto por muitas pessoas no local, além de sua motocicleta, citada como veículo utilizado no crime, ter ficado estacionada por muito tempo próximo ao mercado. Fábio Segundo ainda pediu que a polícia buscasse imagens de câmeras instaladas pelo mercado público para verificar a informação que ele repassou.

“Eu tava lá no mercado a manhã todinha ... minha moto ficou a partir de 07h30 pra 08h, eu acho, não me lembro bem, estacionada até umas 11 horas no oitão do mercado, onde, eu acredito, que tenha várias câmeras”, disse.

Ainda na entrevista, ele afirmou que ficou sabendo do crime quando chegou em casa e pediu ao delegado que fosse feito o exame de pólvora na roupa em que ele estava usando no domingo.

Fábio Segundo lamentou ser apontado como autor do crime e disse que há alguém rindo da prisão dele.

“Hoje têm duas famílias desgraçadas. Tem a família dele e a minha família porque eu estou pagando pelo crime que eu não cometi. E eu digo que a família dele não desista, não pare não, investigue, eu estou pagando, tem duas famílias desgraçadas e tem alguém por aí rindo da cara da gente”, disse.

No final da entrevista, o sapateiro afirmou que não havia saído do Jatobá naquele domingo, dia em que ocorreu o homicídio.

“Eu não sai do Jatobá, momento algum eu saí do Jatobá (... ) era do Sapateiro pra o Jatobá”, afirmou.

O crime

O mototaxista, Fábio Dutra foi encontrado na Serra de Teixeira morto dentro de um veículo Pick Up Strada.

Fonte por Acilene Candeia (patosverdade) com Fábio Diniz


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...