quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Bebê que teve traumatismo craniano era agredida pela mãe na PB, diz padrasto à polícia

O padrasto da bebê de 11 meses que deu entrada no Hospital de Trauma de Campina Grande com traumatismo craniano e ferimentos no rosto disse que as agressões sofridas pela vítima partiram da mãe. Na manhã desta quinta-feira (16), o homem prestou depoimento à delegada de Polícia Civil Symone Lacet, na cidade de Areia, no Brejo paraibano, onde o caso ocorreu. A mãe da bebê é uma adolescente de 16 anos.

Segundo a delegada, durante o depoimento, o homem de 33 anos contou que quando começou o relacionamento com a adolescente, a criança já tinha marcas de agressão. “Ele conta que ela tinha ferimentos pelo corpo e também nas partes íntimas, destacando o comportamento agressivo que a mãe tinha com a filha”, disse a delegada.

Ainda durante o depoimento, segundo a delegada, o padrasto contou que a mãe inventou um acidente para negar a agressão. “Ele disse que estava no quintal da casa e a mãe estava com a bebê dentro de casa, quando ele ouviu os gritos da criança. Ao entrar em casa, ele já viu a criança ensanguentada e ajudou a socorrer. A mãe disse que a bebê teria caído no banheiro, mas ele acredita que ela agrediu (a criança)”, destacou a delegada.

Outras duas pessoas que ajudaram a socorrer a criança foram ouvidas, também na manhã desta quinta-feira. Segundo a delegada Symone Lacet, parentes da adolescente também vão ser ouvidos. “Pelo que já investigamos, tudo indica que foi a mãe quem agrediu a criança. Vamos também ouvir parentes para questionar esse histórico de agressões relatado pelo padrasto”, informou a delegada.
A Polícia Civil informou que o inquérito já está sendo concluído e deve ser encaminhado ao Ministério Público da Paraíba (MPPB) para que sejam tomadas providências em relação à guarda da criança. O Conselho Tutelar da cidade de Areia já comunicou o caso ao MPPB. A criança continua internada e está sendo acompanhada pela mãe.

Estado de saúde

A bebê deu entrada no Hospital de Emergência Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, na última segunda-feira (13) com traumatismo craniano e lesões no rosto. Segundo o Conselho Tutelar de Areia, exames confirmaram que as lesões foram provocadas por agressões.

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital de Trauma de Campina Grande, a bebê continua internado na ala pediátrica Em entrevista a, TV Paraíba ela disse que não sabe como a criança se feriu. “Ela tava no banheiro, porque ela anda demais”, disse a mãe.





Fonte Por Artur Lira, G1 PB



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...