terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Polícia interrompe velório e leva corpo para investigar morte

Um velório foi interrompido pela Polícia Civil na cidade de Capina Grande, depois de uma denúncia anônima. O corpo que estava sendo velado foi levado para passar por uma necrópsia. A suspeita da Polícia Civil é de que a pessoa que estava morta pode ter sido vítima de um homicídio.

O homem de 61 anos morreu na madrugada da segunda-feira (1º) e a família acreditava que a morte teria ocorrido após um infarto. Porém, a Polícia Civil recebeu uma denúncia anônima de que o homem teria sido agredido antes de morrer. Uma linha de investigação estuda a possibilidade de que tenha ocorrido um homicídio doloso.

Depois do velório ser interrompido o corpo foi levado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande. Após a necrópsia, o Numol confirmou que a vítima havia sofrido um traumatismo craniano antes de morrer. Ainda na investigação, segundo a delegada de homicídios da Polícia Civil, Elen Maria, familiares confirmaram que houve uma confusão na madrugada em que a vítima morreu.

“Eles contam que estava tendo uma confraternização de réveillon com a família e que o homem havia bebido muito. Ele teve um prolema com uma das filhas e chegou a pegar uma faca. Familiares chegaram para apartar a confusão, momento em que ele teria caído e batido a cabeça. Então, estamos investigado se houve um homicídio doloso”, disse ela.

Depois do procedimento o corpo voltou a ser velado e foi enterrado pela família no cemitério São Judas de Tadeu, no bairro Cruzeiro, em Campina Grande.





Fonte Por G1 PB




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...