sábado, 24 de fevereiro de 2018

MPPB denuncia prefeito e primeira dama de Patos por crime de responsabilidade

O prefeito do Município de Patos, Dinaldo Medeiros Wanderley Filho, e a esposa dele, Mirna Medeiros Noia Jacome Wanderley, foram denunciados por uso indevido em proveito próprio ou alheio de bens, rendas ou serviços públicos. A denúncia foi feita pleo Ministério Público da Paraíba (MPPB) que destacou que as ações configura crime de responsabilidade.

De acordo com a denúncia, em janeiro deste ano, um veículo locado com verbas municipais para servir ao gabinete do prefeito foi utilizado pela primeira-dama para se deslocar até o Município de Cacimbas, onde ela trabalha como médica. O caso foi descoberto porque a primeira-dama sofreu um acidente de trânsito com esse veículo em São Sebastião de Cacimbas.

O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura de Patos e foi informado de que a prefeitura ainda não foi notificada sobre a denúncia, mas que deve divulgar nota oficial sobre o caso ainda nesta sexta-feira (23).

A notícia-crime apresentada ao MPPB foi formulada vereadores do município. O processo foi distribuído ao Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba e tem como relator o desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos.

Nele, o Ministério Público requer que seja fixada na sentença indenização em favor do erário municipal correspondente ao valor dos danos sofridos e que serão apurados no curso da instrução criminal. Entre os detalhes estão gastos com o conserto do veículo acidentado, valor referente à diária da locação do veículo oficial para uso de atividades particulares e gastos com o combustível no trajeto percorrido pela esposa do prefeito e também denunciada.

O MPPB também pede que seja expedido ofício à 3º Superintendência Regional de Polícia Civil de Patos, requisitando cópia do boletim de ocorrência do acidente veicular que ocorreu em 9 de janeiro deste ano, envolvendo a denunciada Mirna Wanderley e que seja requisitado à Secretaria de Administração do Município de Patos a remessa de cópias do contrato celebrado com a empresa D&R Locações de Veículos e dos empenhos destinados a ela e que sejam ouvidas as testemunhas arroladas no processo.







Fonte Por G1


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...