terça-feira, 6 de março de 2018

Ex-prefeita paraibana é presa em ação contra lavagem de dinheiro

A ex-prefeita do Conde, Tatiana Lundgren foi presa na manhã desta terça-feira (6) em uma operação conjunta entre o Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), e o Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil.

A operação visa o combate a lavagem de dinheiro. O ex-procurador do município, Francisco Cavalcante, também foi preso.

Segundo a investigação, os denunciados promoveram a desapropriação fraudulenta de terras, no valor de R$ 620 mil, valores estes que retornaram em benefício destes através da utilização de terceiras pessoas.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e prisão preventiva contra Tatiana Lundgren e Francisco Cavalcante Gomes.

No início da manhã Tatiana foi leva a sede do GOE, em João Pessoa, onde depôs por mais de uma hora. Acompanhada de seus advogados, a ex-gestora negou todas as acusações. Ela continua presa.

Entretanto, segundo o delegado do GOE, Alan Murilo Terruel, as investigações apontam para as irregularidades cometidas por Tatiana, principalmente na questão do terreno.

“No caso do terreno está bem delineado e bem marcado que era de propriedade da senhora Tatiana. Apesar do indíviduo ter adquirido o imóvel através de um intermediário que era secretário de finanças, o terreno era dela e foi ela que em tese recebeu o dinheiro. Pelo menos são as informações que foram formalizadas e registradas no curso do inquérito policial”, destacou.

Tatiana Lundgren Correa de Oliveira responderá pelos art. 1°, incisos I, II, IV e Vdo decreto-lei n° 201/67; arts. 312, 313-a e 347 do código penal e art. 1° da lei n° 9.613/98, c/c os arts. 29 e 69, todos do código penal e Francisco Cavalcante Gomes pelos arts. 312, 313-a e 355 do código penal e art. 1° da lei n° 9.613/98, c/c os arts. 29 e 69, todos do código penal.












Fonte MaisPB



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...