terça-feira, 20 de março de 2018

Mandante da morte de escrivão da Polícia Civil é preso em JP

Um homem foi preso nesta terça-feira (20) suspeito de ser mandante do homicídio de um escrivão da Polícia Civil, em Arara, interior do estado. Uma denúncia informou que o acusado estava em João Pessoa, onde a Polícia realizou a prisão.

De acordo com informações da Polícia Civil, desde a morte do escrivão, em outubro de 2016, as investigações buscavam localizar o mandante. Ao longo da apuração, foram presas nove pessoas. Através de interrogatórios, e perícias, o ‘autor intelectual’ do crime foi apontado.

Alif Ghemeson Oliveira da Silva, conhecido como “Nego”, estava preso quando ‘encomendou’ a morte do escrivão Marcos Rosa. O motivo, segundo o delegado Luciano Soares, foi para impedir as investigações que a vítima estava encaminhando.

“O escrivão estava fazendo uma investigação aprofundada sobre o tráfico de drogas em Arara, junto com o delegado, e ele ficou incomodado”, informou ao Portal MaisPB. Enquanto estava preso, Alif também ordenou outras mortes na cidade, inclusive de pessoas envolvidas ao tráfico.

“Quem estava no caminho dele, incomodando de alguma forma, ele mandava matar”, explicou o delegado.

Além do mandante, a esposa dele também foi presa. Alif possui mandado de prisão por homicídio e sua companheira por associação ao tráfico. Com a prisão dos dois, o delegado acredita que finda a busca por envolvidos na morte de Rosa.

Ao todo, a investigação prendeu onze pessoas. Um membro do grupo morreu em confronto com a Polícia.





Fonte Caroline Queiroz – MaisPB


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...