sábado, 26 de maio de 2018

Entrega de medicamentos atrasa por conta de manifestações e faltam remédios em hospitais e farmácias da PB

A greve dos caminhoneiros já dura seis dias e não há expectativa de mudança de panorama para os próximos dias. Vários setores já estão com sérios problemas de abastecimento e um deles é o da saúde. Os medicamentos estão em falta, seja em farmácia seja nos hospitais.

A entrega de medicamentos para tratamento do câncer e diabetes já está em atraso na Paraíba. Segundo informações, cirurgias também foram canceladas e há o risco de que falte oxigênio para abastecer hospitais do estado.

A secretária de Estado da Saúde, Cláudia Veras, explicou que os medicamentos para tratamento do câncer deveriam ter sido entregues na última quinta-feira (24), mas ainda não tem uma data de quando vai chegar. Além disso, a insulina também não tem prazo para chegar.

No Hospital Universitário de João Pessoa cerca de 15 cirurgias foram suspensas por conta da falta de insumos e dificuldades para que servidores cheguem à unidade hospitalar.

Uma das medidas foi a troca de veículos, antes grandes caminhões e agora viaturas menores que passam por desvios dos bloqueios localizados em todo o país, mas a falta de combustível também agrava a chegada dos medicamentos.

O Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de João Pessoa (Sindifarma-JP) através do vice-presidente do Sindifarma-JP, Nailton Paes Júnior, destacou que a distribuição dos medicamentos nas farmácias deve ser feita diariamente, no entanto, desde que começou a greve dos caminhoneiros que isso não é realizado.

As informações é de que os poucos medicamentos e demais insumos não sejam suficientes para chegar até a próxima segunda-feira (28), tanto nas farmácias quanto nos hospitais. No entanto, as secretarias de saúde tentam manter os atendimentos de urgência e emergência.









Fonte - PBagora


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...