sexta-feira, 8 de junho de 2018

Vereadores acusam Dinaldinho de ‘pedalada’ e ameaçam impeachment

O prefeito de Patos, Dinaldo Wanderley (PSDB), pode sofrer pedido de impeachment na Câmara de Vereadores por uso de recursos públicos que não estavam estabelecidos na Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO). Durante sessão realizada nessa sexta-feira (07) na Câmara Municipal, os parlamentares de Oposição cogitaram a possibilidade de apresentar o pedido já na próxima terça-feira (12).

Os parlamentares alegam que aprovaram no ano passado recursos na ordem de R$ 400 mil para a realização do São João, entretanto, de acordo com a oposição, o gestor teria gasto cerca de R$ 2,6 milhões na festa. O pedido de impeachment, inclusive, já tem recebido força dentro do grupo político do próprio gestor.

A denúncia foi feita pela vereadora Lucinha. “Aprovamos a lei dando ao prefeito autorização para ele gastar R$ 400 mil com os festejos juninos. Infelizmente a vereadora nos traz documentos que mostram que essa despesa foi superior a R$ 2 milhões. Cabe a essa casa legislativa tomar posicionamentos e apresentar aqui, na próxima terça-feira, um processo de impeachment do prefeito”, destacou a vereadora Nadir (PMDB) em entrevista ao radialista Jamerson Ferreira.

De acordo com ela, as investigações dirão se o tucano tomou posicionamento legal ou não. “Conforme temos informação, nenhum prefeito pode contrair despesas sem autorização da Câmara. Se não fosse assim ele não teria mandado para essa casa um pedido de autorização para gastar R$ 400 mil”, finalizou.

A suposta ‘pedalada’ de Dinaldinho será encaminhada para a Mesa Diretora da Câmara, o Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado.






Fonte MaisPB



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...