terça-feira, 18 de setembro de 2018

Suspeito de matar companheira e simular afogamento em JP vai para presídio

O companheiro da mulher encontrada morta em agosto, na praia do Bessa, em João Pessoa, foi encaminhado para o presídio do Roger, após uma audiência de custódia, realizada nesta terça-feira (18), no Fórum Criminal da capital paraibana. Ele é suspeito de matar Natália Donato de Lima, que estava grávida quando morreu.

O suspeito foi preso na tarde desta segunda-feira (17), após um mandado de prisão preventiva ser expedido pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, no sábado (15). A decisão de manter a prisão foi da juíza Hygina Josita Simões, conforme informado pelo Núcleo de Audiências de Custódia do Fórum.

Segundo o delegado Reinaldo Nóbrega, da Delegacia de Homicídios de João Pessoa, uma das suspeitas é de que o caso esteja ligado a um seguro de vida de cerca de R$ 400 mil, uma vez que, aproximadamente duas horas após o corpo da vítima ter sido encontrado, o companheiro dela já havia ligado para a seguradora.

Ainda de acordo com o responsável pelo caso, exames constataram que Natália sofreu uma pancada na cabeça antes de morrer. O corpo dela foi exumado no dia 27 de agosto, para, conforme declarado à época pelo delegado, esclarecer dúvidas sobre a causa da morte.



Entenda o caso

O corpo de Natália Donato de Lima foi encontrado no dia 6 de agosto, no mar da praia do Bessa, em João Pessoa. De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma equipe foi acionada por volta das 3h, após ela se afogar e desaparecer na praia de Manaíra.

À época, o companheiro dela contou à polícia que a correnteza do mar estava muito forte e que ainda tentou tirá-la da água, mas não conseguiu. O corpo foi encontrado a cerca de dois quilômetros do local onde ela havia desaparecido.

Natália Donato de Lima tinha 28 anos e tinha saído do Rio de Janeiro, com a família, para morar em João Pessoa há quatro meses.





Fonte Por G1 PB




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...