sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Dois dos suspeitos de envolvimento no assassinato de Juninho Somadeira são absolvidos por falta de provas

A Justiça absolveu nesta quinta-feira (25) dois dos suspeitos de envolvimento no assassinato do empresário patoense Adalberto Júnior, conhecido por “Juninho Somadeira”.

Francisco Avelino de Medeiros, conhecido por “Xavier”, pai de Arlan Medeiros (apontado de ser o autor intelectual), e tio da vítima, juntamente do acusado conhecido por Malukada, suspeito de pilotar a motocicleta usada pela dupla para se deslocar até o local de trabalho do empresário (onde foi morto), e posteriormente fugir, foram absorvidos por determinação da Juíza Isabela Assunção Lopes de Andrade Sousa, na sentença de Impronuncia, que é quando a magistrada entende que nos altos processuais não existem provas suficientes para que os acusados sejam conduzidos ao Tribunal do Júri, sendo assim, a defesa disse que conseguiu provar que Xavier e Malucada não tem envolvimento no caso.

Após investigação, no dia 29 de janeiro, Arlan Andrade de Medeiros, apontado como sendo um dos suspeitos de ser mandante da morte do empresário, foi preso pela Policia Militar e deve ser encaminhado a Júri Popular.

Para a defesa de Xavier, através do advogado Leonidas Dias, ‘’a Justiça foi feita’.

Já a assessoria de acusação, o advogado da família de Juninho Aylan, revelou que irá recorrer da decisão da juíza de Patos.

Ainda em janeiro desse ano o delegado Diego Beltrão disse que existiam indícios de que o crime teria custado R$ 5.000,00 (cinco mil reais).











Fonte PatosOnline / Carlos Dhaniel

Informações Fábio Diniz



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...