terça-feira, 2 de outubro de 2018

Ministério Público pede que Arquidiocese da Paraíba pague indenização de R$ 286 mil por abusos sexuais

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) se manifestou a favor da condenação da Arquidiocese da Paraíba ao pagamento de indenização por danos morais coletivos referentes a abusos sexuais

que teriam sido cometidos por um padre no Agreste do Estado. A indenização sugerida é de R$ 286 mil e o processo tramita no Tribunal de Justiça da Paraíba.

Os abusos sexuais teriam sido cometidos por um padre contra crianças há cerca de oito anos. As informações são de que o padre, que já faleceu, teria feito dezenas de vítimas na paróquia. De acordo com o procurador Herbert Douglas Targino, e, entrevista ao Portal Correio, a condenação da Arquidiocese seria necessária, já que “a figura do sacerdote passava credibilidade e as famílias das vítimas confiavam”.

Ele ainda acredita que a aceitação da condenação pela Arquidiocese demonstraria um ato de grandeza da instituição católica, tendo em vista as recentes condenações feitas pela própria Igreja em relação aos casos de abuso sexual.

“Nós pedimos a condenação da Arquidiocese, solidária responsavelmente, porque nós entendemos que a Igreja não pode se tornar imune às responsabilidades civis, aos danos causados pelo seu padre”, argumentou o procurador.

O Tribunal de Justiça da Paraíba ainda deve designar um desembargador para decidir a questão. Independentemente da decisão, cabe recurso junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).





Fonte clickpb


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...