terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Prefeito confessa soco, mas diz que ex-namorada era quem o agredia

O prefeito de Sousa, Fábio Tyrone, confessou, nesta segunda-feira (10), ter agredido a ex-namorada, a advogada Myriam Gadelha, durante uma discussão do casal no dia 6 deste mês. Porém, o gestor amenizou o caso e disse que câmeras de segurança do prédio onde a advogada mora pode comprovar que ela o agredia e não ao contrário.

O relato do prefeito foi levado ao ar durante o programa Correio Debate, da rádio 98 FM/Correio Sat. Conforme o prefeito, a relação entre ele e a advogada começou a ficar turbulenta e com situações de violência.

“Ocorreu. Não deveria ter ocorrido. Tenho a minha parcela de culpa e quero muito responder em juízo por isso. Existem câmeras no elevador do apartamento dela que podem comprovar que já existiu agressões dela para comigo e nunca de mim para com ela. Então essa relação que ao mesmo tempo parecia ter vantagens passou a ficar turbulenta e essa turbulência ajuda nas imoderações e cria ambiente de violência. Não houve nada de mais grave com relação a por em risco a vida de ninguém”, justificou Tyrone.

Ainda segundo Fábio, antes de agredir a ex-namorada ele já havia tentado se separar dela, mas ela não teria aceitado. “Eu pedi por várias vezes para ir arrumando a minha mala e sair, disse que não dava mais certo e não havia condições para continuar. Ela não entendeu assim, não aceitou. Daí partiu para todo esse imbróglio”, disse.

Advogada relata tapas e socos
A advogada Myriam Gadelha revelou, nesta segunda, detalhes da agressão sofrida pelo seu ex-companheiro, o prefeito do município de Sousa, Fábio Tyrone. Em entrevista ao programa Correio Debate, da rádio 98 FM/Correio Sat, ela revelou ter sido espancada por ele e lamentou que o gestor esteja concedendo entrevistas em emissoras da cidade assumindo o papel de vítima, que é dela e não dele.

“Me deu muitos socos. A partir do carro que a gente voltava da festa ele já puxou meu brinco, deu um tapa na minha cara, como estava no carro fiquei com medo. Ele me trancou dentro do carro, ele me empurrou, me jogou no chão e me chutou muito, e todas as vezes que eu tentava me levantar ele me jogava no chão. Em São Paulo a gente foi a um casamento e ele me puxou com força pela mão e me empurrou e pegou no meu pescoço Mas ele bebe muito e no dia seguinte me convenceu que isso tinha sido porque tinha bebido”, contou Myriam.





Fonte portalcorreio


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...