segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Dentista Rodrigo Ferreira quebra o silêncio sobre o caso envolvendo Géssica e se defende das acusações feitas pela estudante

A história envolvendo a estudante de odontologia Géssica Oliveira, da cidade de Patos, que teve conversas íntimas expostas nas redes sociais, acaba de ganhar mais um capítulo. Na última semana, ela concedeu entrevista a uma emissora de televisão local, quando revelou ter sido vítima de abusos e agressões pelo ex-namorado, o dentista Rodrigo Ferreira, em uma viagem ao México. O Polêmica Paraíba traz com exclusividade, neste domingo, 12, a versão contada por Rodrigo.

O dentista, que até então só havia se manifestado através de nota enviada à imprensa por seus advogados, resolveu falar diante da repercussão das acusações que lhe foram imputadas. Ele procurou a reportagem para esclarecer fatos que, segundo ele, foram distorcidos na história contada por Géssica na televisão. Na gravação, ele diz que essa é uma questão a ser resolvida na Justiça, repudia completamente o que foi veiculado na entrevista televisiva e diz que ‘nunca teve problema com niguém’.

Durante a semana, o Polêmica Paraíba trouxe os detalhes do caso, mostrando a versão de Géssica e a defesa de Rodrigo, feita por meio de nota. Hoje, a reportagem conta a outra versão da história, que ganhou ares cinematográficos pelo encadeiamento dos fatos relatados e a repercussão alcançada.

O início da relação

À reportagem, Rodrigo revelou conheceu Géssica através das redes sociais, no mês de maio, quando começou a aprofundar a intimidade e iniciar um relacionamento com ela. “Fui conversando com ela, decidi chamar ela no consultório pra gente conversar, porque ela é de Patos, e gostei dela. Foi uma história que começou realmente linda”, contou. De acordo com Rodrigo, dali em diante eles não se separaram mais.

O dentista relatou que fez duas viagens com Géssica, uma para a Praia de Pipa e outra para Campos do Jordão, e que fez visitas ao apartamento dela, em Patos. Ele disse também que comprou móveis para a casa de Géssica, pois ficou sensibilizado com a história dela. “Fui ficando com o coração sensibilizado, uma menina trabalhadora, uma menina vencedora. O carinho foi me conquistando e eu fui me entregando”, disse.

A relação começou a se desgastar, nas palavras de Rodrigo, quando ele viu mensagens estranhas no celular dela e também quando a estudante se recusou a publicar fotos de ambos nas redes sociais durante a viagem ao México. Na gravação, ele faz críticas ao modo como o caso foi tratado na televisão, sem que houvesse nenhuma contestação.

A viagem ao México

A viagem para o México ficou decidida depois que a relação, como se diz no linguajar popular, “engatou”. Foi uma decisão tomada pelos dois. Ele relatou que ambos estavam empolgados e, em comum acordo, compraram as passagens e todo o pacote de viagens, e embarcaram juntos rumo a Cancun.

Rodrigo conta que, logo no primeiro momento, ficou incomodado com a recusa da estudante em se negar a publicar fotos com ele. “Aquilo me amargurava”, revelou, e acrescentou que ficou mais triste quando teve acesso ao celular de Géssica, quando respondeu, a pedido dela, a mensagem de uma parente.

“Vi uma mensagem estranha logo embaixo e tive a curiosidade de ler. Não tinha nada, era uma mensagem do amigo dela, mas ela simplesmente me tomou o celular como nunca tinha feito antes. Tivemos uma pequena discussão, falei para ela logo sobre o negócio das fotos, e a gente foi dormir”, descreveu.

O ponto extremo da viagem aconteceu no dia seguinte, durante o café da manhã. De acordou com Rodrigo, nesse dia Géssica foi tomar café sozinha e, na ocasião, mais uma vez ele verificou o celular dela para ler mensagens que haviam chegado. “Ela repetiu o que fez e tomou o celular. Eu tinha a senha do celular e precisava saber com quem era a pessoa que eu estava”, contou.

Em sua versão, Rodrigo conta que Géssica tentou tomar o celular e ‘voou’ nas costas dele para pegar o celular. Já na rua, de acordo com ele, Géssica repetiu o gesto e teria mordido as costas dele, fazendo com que ambos caíssem ao chão. O dentista revelou que tem um exame de corpo de delito para comprovar o ato. “Era simplesmente ela tentando tomar o celular da minha mão, e eu não deixava pois queria ir até o fim e eu queria ver o que tinha de errado”, explicou.

De volta ao hotel

Após a confusão, os dois voltaram para o hotel, e depois de conversarem Géssica resolveu chamar a polícia para mostrar as marcas no corpo que, de acordo com ele, foram originadas quando ela tentava pegar o celular da mão dele, fora do hotel. Rodrigo então disse à polícia que ambos haviam discutido e que ele não aceitava o tratamento que recebeu da namorada. Ele disse que o caso começou a ganhar repercussão quando ele publicou uma mensagem no Instagram sobre decepção com as pessoas.

“Eu estava acabado, eu estava no chão, e me abri para algumas pessoas (amigas de Géssica)”, contou. Nessas conversas com outras pessoas, um ex-namorado de Géssica teria procurado Rodrigo para contar o que havia acontecido em uma antiga relação com ela. “Foi aí quando eu vi todas essas omissões, tudo o que estava acontecendo por trás, essas dissimulações, e eu não acreditei em tanta coragem”, contou.

Vazamento de mensagens e imagens

Na versão de Rodrigo, em todas as mensagens vazadas ele é o interlocutor. Ele enfatiza que não foi ele o vazador das mensagens ítimas e acusa as pessoas com quem conversou nas redes sociais de vazarem as informações.

A volta para o Brasil

Na entrevista que concedeu a uma emissora de televisão, Gessica relata que teria sido perseguida por Rodrigo até mesmo no aeroporto. Rodrigo diz, no entanto, que não sabia que Géssica vinha no mesmo voo e que a companhia aérea não forncesse essas informações a terceiros. “Meu único interesse era voltar ao Brasil. Eu repudio qualquer tipo de atitude como se tivessem com medo de eu ir atrás dela. Eu estou no meu canto e ela no dela. Quero que ela seja feliz’, pontuou.

Veja o vídeo:





Fonte Polêmica Paraíba




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...