Ex-prefeita de Diamante é denunciada pelo MP por atentar contra a dignidade da Justiça

Uma Ação Civil Pública foi ajuizada contra a ex-prefeita de Diamante, Marcília Mangueira Guimarães, por atentar contra a dignidade da Justiça por meio de atos de improbidade administrativa.

Conforme a Ação, a Justiça de Itaporanga havia determinado que a Prefeitura — então gerida por Marcília — pagasse valores devidos em duas ações de cobrança, mas, a Prefeitura, por meio de assessoria jurídica e ordem da gestora, contradisse os valores determinados e afirmou que, em ambos os casos, devia uma quantia a mais, tentando retardar o pagamento das dívidas e atrasar o andamento do processo.

Em uma ação, a então prefeita afirmou que devia R$ 7, 56 a mais; e em outra, R$ 2, 21. Com isso, o Promotor de Justiça afirmou que os atos cometidos pela ex-gestora causaram sérios prejuízos ao bom andamento do Poder Judiciário, já assoberbado com inúmeros feitos, atentando notadamente à dignidade da Justiça, à boa fé processual, a legalidade e à lealdade às instituições.

A Promotoria então pediu a condenação de Marcília com — dentre outras penalidades — a perda dos direito políticos, tendo em vista que, nos dois casos, feriu fortemente princípios basilares da administração pública.







Fonte BVOnline



Tecnologia do Blogger.