segunda-feira, 12 de junho de 2017

Oitenta prefeitos paraibanos podem ser enquadrados LRF por gastos excessivo com pessoal

A situação mais crítica é da Prefeitura de Igaracy, Sertão paraibano, a 465 km de João Pessoa. Lá, a prefeitura gasta com pessoal 64,16% das despesas total do município

Quase 1/3 das 223 prefeituras municípios da Paraíba supera em mais de 50% os gastos com pagamento de pessoal. O alerta é do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que contabiliza 80 prefeituras nesta situação. Isso significa que mais da metade da despesa em 80 prefeituras vai para o pagamento do funcionalismo.

A situação mais crítica é da Prefeitura de Igaracy, Sertão paraibano, a 465 km de João Pessoa. Lá, a prefeitura gasta com pessoal 64,16% das despesas total do município.

De acordo com os números publicizados pelo tribunal, através do Painel de Índice de Despesas dos Municípios Paraibanos (atualizado até abril deste ano), o prefeito Lídio Carneiro (PTB), gastou mais de R$ 2,1 milhões com o funcionalismo contra os R$ 3,3 milhões das despesas total da Prefeitura.

Já a Prefeitura de Aguiar tem a melhor situação entre os 223 municípios paraibanos. Encravado no Vale do Piancó, a Prefeitura só disponibilizou nos quatro primeiros meses deste ano de gastos com servidores apenas 23,67% ou R$ 1,7 m das despesas total da prefeitura que foi de R$ 7,2 mi.

Confira a relação das Prefeituras, cujos gestores podem ser enquadrados na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que estabelece parâmetros a serem seguidos relativos ao gasto público. A pena prevista para o gestor que descumpra a regra é a cassação de mandato e detenção de seis meses a dois anos.




Fonte clickpb


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...